[Atividade 2] Faça algo!

Sejam bem vindos à semana de projetos!

Nesta semana convidamos você a fazer algo!

As possibilidades são inúmeras, e isso pode ser intimidador.
Então aqui estão algumas sugestões para você iniciar:

Você pode fazer algo:

  • muito grande, muito pequeno, verde, doce, barulhento, incomum;
  • em sua cozinha, em seu cantinho mão na massa, online com amigos;
  • com papel, com madeira, com o Scratch;
  • para você, para alguma outra pessoa, para trabalhar, para se divertir.

Pode ser algo que você faça somente para esta semana, ou a parte de um projeto maior no qual você gostaria de trabalhar.

Quando você estiver pronto, responda a este post para compartilhar seu projeto (foto, link, descrição) e uma reflexão sobre seu processo.

Enquanto você reflete sobre o processo, eis algumas dicas que você pode considerar:

Como você teve esta ideia? Qual foi o desafio que você encontrou? O que você faria se tivesse mais tempo para trabalhar no projeto? Como as sugestões e dicas influenciaram a forma como você abordou a atividade?

Estamos empolgados para ver o que você irá fazer nesta semana, e como você irá fazer! :smiley:

Carol e Equipe LCL

1 Like

Olá, a escola que coordeno apresenta período integral, a tarde são realizadas atividades diversificadas como:
Disciplina - Jogos de tabuleiro / Professora Alessandra Félix
Jogo da Velha com material de reciclagem ,para os maiores foram adaptados com as operações fundamentais.
image

6 Likes

Bom dia!
A escola Ângelo Bizzo é uma escola de período integral. No contra turno a professora Alessandra Felix desenvolve vários jogos com material reciclável como mostra a foto abaixo.

3 Likes


Os alunos do 5ano haviam aprendido sobre o sistema solar, disse para eles criarem mão na massa, o que haviam aprendido sobre o sistema solar e finalizei pedindo para eles gravarem um vídeo, ensinando para os alunos da série anterior, o que eles haviam aprendido sobre o sistema solar

2 Likes

Descrição do Projeto: Contação de História e Tertúlia - Semanalmente - Em um primeiro momento, meus alunos e eu fizemos uma coletânea de livros que gostaríamos de ler para a turma toda, iniciamos na primeira semana com o livro que escolhi, A árvore generosa, e um aluno fez o papel de contador da história, foi muito produtivo, principalmente pela conscientização que houve sobre o meio ambiente. Foi perceptível a indignação dos alunos perante as atitudes do menino egoísta no livro, o assunto foi levantado por eles próprios e discutido entre eles, e eu, professora, fiz a mediação.
Foi realmente muito gratificante e emocionante, as atitudes e comentários dos alunos perante os fatos na história, portanto, pretendo semanalmente abrir esse espaço para livros conscientizadores ou até mesmo divertidos e engraçados, a fim propiciar momentos de aprendizagem através de atividades prazerosas e enriquecedoras.

2 Likes




Nossa escola é de tempo integral, devido a Semana dos Povos indígenas, realizamos uma receita de banana com os alunos na nossa sala de práticas, foi uma experiência deliciosa.

2 Likes

No começo do mês de abril nós fizemos a primeira aula de aprendizagem criativa aqui no lab da escola. Nossa proposta foi que os alunos fizessem uma capsula do tempo com os materiais disponíveis. Essa capsula está guardada e será aberta apenas no final do ano.

Não posso postar as fotos, pois os alunos aparecem nela, não tirei apenas da atividade :worried:

2 Likes

Olá a todos. Meu nome é Juliana e estou muito feliz em participar deste projeto! Sou professora de matemática do ensino fundamental II em duas escolas da rede municipal e levei para as minhas aulas objetos diversos com valores diferentes em que os alunos compreenderam o termo Black Friday. Através das fichas, realizaram o cálculo dos produtos bem como o desconto através da porcentagem e conseguiram analisar quais objetos compensavam comprar antes ou durante a Black Friday.

2 Likes

O Projeto da vez chama-se “Preparado para vender arte na praia”.
No fim de semana fomos à praia e meu filho viu um homem vendendo pulseiras transadas. Me perguntou o que era o porquê desse homem fazer isso. Ao receber a resposta ele disse: “Também quero ganhar meu dinheiro na praia!”.
Quando voltamos para casa mostrei para ele como se faz a pulseira. Ele escolheu o modelo e as cores que queria e foi fazer seu trançado.
Ainda não vendeu sua produção, mas está ficando orgulhoso do que está fazendo! :joy:


4 Likes

Na escola que trabalho como apoio pedagógico, temos salas especificas de alfabetização, as professoras costumam trabalhar com sequências didáticas e incluem muita atividade lúdica para auxiliar os alunos.
Disciplina- matemática- pega vareta com pontuação.
image
Disciplina- Língua Portuguesa- jogo das sílabas

image

2 Likes

A ideia surgiu a partir de um projeto já executado no ano de 2021. Professores de diferentes disciplinas e áreas do conhecimento se reuniram e iniciaram um Projeto de forma conjunta contemplando diferentes conteúdos. Na minha disciplina de Geografia planejei, após a saída de estudos pelo bairro, interpretar um mapa (providenciado pela prefeitura municipal) e usar o mesmo para enumerar pontos de referência. Em seguida solicitei que os alunos (em duplas) criassem um Ponto Turístico para o bairro. No dia de hoje os alunos foram ao Laboratório de Informática e criaram um Panfleto do Ponto Turístico no aplicativo Canva. O projeto se encerrou, estivemos praticamente um mês envolvidos, tempo suficiente. A professora de português realizou poemas sobre o bairro, o professor de matemática aproveitou a saída de campo e explicou sobre unidades de medidas (terreno, sítio, hectare,…) e o professor de história fez um resgate histórico do bairro (inclusive visitamos a antiga escola desativada. Acredito que o sucesso do projeto se deve aos momentos de compartilhamento de ideias e o engajamento dos professores. Sem falar da disposição e do apoio da equipe diretiva. Um projeto que envolve muitas mãos tem grandes chances de dar certo. Outro aspecto é a firmeza do planejamento e o material disponível. Quando os alunos tem esta segurança se comprometem mais, pois percebem do grande envolvimento. O meu maior desafio foi na hora de entrar em contato com a prefeitura e solicitar os mapas, mas fui atendida prontamente. E tive uma grata surpresa com o uso do aplicativo Canva, alguns alunos que já haviam usado o aplicativo auxiliaram os demais.



2 Likes

Boa noite!
Eu tive uma ideia útil e acho que irei economizar com ela.
Tenho a caixa onde guardo itens importantes como medalhas que meu filho ganhou, documentos, alguns recibos, entre outros, tudo relacionado a ele.
Essa caixa já foi uma reutilização…
Ganhei um presente há alguns anos e reaproveitei pois a caixa era muito boa, encapei com tecido.
Porém com o tempo ela foi estragando…

Eu ia trocar de cx, comprar uma dessas bonitas de madeira que está na moda, mas decidi iniciar esse simples projeto.

Vou reformar a cx. Vou postar fotos do antes e em breve posto as fotos do " depois"!

Se tivesse mais tempo talvez reformaria mais um item com o mesmo tecido para combinar :blush:



3 Likes

Nessa semana, o NÚCLEO DE ROBÓTICA E TECNOLOGIAS ASSISTIVAS da Universidade Federal de São João del Rei, testou um PROJETO de “Pista de Corrida de Papelão”, com o intuito de ensinar conteúdos relacionados a física e até mesmo geografia.



3 Likes

Bom dia!
https://scratch.mit.edu/projects/682733849

Fiz esse projeto no Scratch, após ver o vídeo sobre as crianças aprenderem códigos.
Achei interessante e comecei a mexer para saber como funciona.
Ele falou de produzir cartão interativo e então tive a ideia de fazer esse cartão interativo de bom dia de uma forma simples e bem humorada.

3 Likes

Em primeiro momento pensei em trabalhar um livroparadidático com os alunos e em cima dele trabalhar o projeto, pois acredito que a leitura acaba ajudando os alunos a se desenvolver.

2 Likes

Boa tarde. Como trabalho em uma sala de alfabetização realizei com os alunos um bingo de sílabas


2 Likes

Eu não tive tempo essa semana para produzir algo, então eu escolhi uma foto que tirei anteriormente.
O nome da foto é “A culpa NÃO é da vítima”. Com esta imagem concorri e ganhei o primeiro lugar no Concurso de Curtas e Fotografias da Semana Multicultural da Biblioteca do IFPE, campus Cabo de Santo Agostinho. O tema do concurso foi “A mulher na contemporaneidade”. Sei também que uma das primeiras ideias que surgem naturalmente sobre tal tema é acerca de mulheres ativas no mercado de trabalho, mas tentei fazer algo diferente. Pensei nesta foto em um conturbado momento social, no qual os jornais estavam divulgando mais de mil estupros registrados somente em Pernambuco. Sei que vencemos muitas batalhas, mas a guerra ainda não acabou. E em forma de protesto fiz esta fotografia.

4 Likes

Projeto -Oficina do Clube Criativo Núcleo Maranhão, da qual sou Articuladora e Mediadora: “Literando nas ondas de gentileza com o Scratch” teve inspiração na literatura inclusiva, convidamos a professora e escritora Sharlene Serra, que participou apresentando seus livros e recitando poesia, em nosso momento: Semeando Poesia.
2 Momento: Leitura de trechos da Carta enviada pela professora ucraniana ao Mitchel Resnick, para inspirar e explicar o tema da Semana de Scratch desde ano.
3 Momento: Atividade Desplugada:
A professora Fernanda Costa apresentou uma atividade desplugada inspirada em um dos livros de literatura inclusiva, em um momento de grande partilha e aprendizado, mostrando aos membros do Clube as possibilidades de se fazer a organização do pensamento para a escrita de um texto, trabalhando elementos da narrativa como enredo, personagens, espaço, a partir do uso de blocos condicionais, usados no pensamento computacional.
No mês de abril comemoramos o dia do livro infantil e o dia do sistema Braile. Abril é também o mês da consciência sobre o autismo. Então, inspirados no tema gentileza das comemorações do Scratch, que está completando 15 anos, pensamos: por que não “literar” refletindo sobre o respeito e o acolhimento às diferenças tendo a oportunidade de conhecer, por meio da literatura e do Scratch, formas criativas e reflexivas para o tema com atividades interessantes como o pensamento computacional, levando aos professores e demais membros do grupo novas possibilidades de ensinar e desenvolver em seus alunos o protagonismo e a interação com a aprendizagem de forma relevante e significativa.
4 Momento:
A professora Sandreliza, então, passou à atividade plugada, apresentando incialmente o Portal do Scratch, os primeiros passos para desenvolver um projeto, iniciando pelo “piso baixo” e mostrando as viabilidades das paredes amplas, até chegar ao teto alto, à proporção que os alunos possam fazer uso dessa ferramenta.
Apresentou-se aos membros a atividade : Anime uma palavra/nome. A palavra do nosso encontro foi INCLUSÃO, bem de acordo com a ocasião, e por ela partilhamos descobertas, dúvidas e várias possibilidades de aprendizagem a serem usadas.

5 Momento: Reflexão
Consideramos nosso encontro de partilha bem rico em conhecimento para o grupo, e acreditamos que essa ferramenta ajudará muito aos professores, seja desplugada ou plugada, a desenvolver atividades mais relevantes e mão na massa com seus alunos.
6 Momento:
Convidamos, então, os membros a participar da Semana do Scratch, realizando projetos em suas escolas, com seus alunos, e a fazerem parte da comunidade, se inscrevendo e compartilhando as atividades realizadas por seus alunos no portal.[quote=“Karlinha, post:19, topic:3827, full:true”]
Projeto -Oficina do Clube Criativo Núcleo Maranhão, da qual sou Articuladora e Mediadora: “Literando nas ondas de gentileza com o Scratch” teve inspiração na literatura inclusiva, convidamos a professora e escritora Sharlene Serra, que participou apresentando seus livros e recitando poesia, em nosso momento: Semeando Poesia.
2 Momento: Leitura de trechos da Carta enviada pela professora ucraniana ao Mitchel Resnick, para inspirar e explicar o tema da Semana de Scratch desde ano.
3 Momento: Atividade Desplugada:
A professora Fernanda Costa apresentou uma atividade desplugada inspirada em um dos livros de literatura inclusiva, em um momento de grande partilha e aprendizado, mostrando aos membros do Clube as possibilidades de se fazer a organização do pensamento para a escrita de um texto, trabalhando elementos da narrativa como enredo, personagens, espaço, a partir do uso de blocos condicionais, usados no pensamento computacional.
No mês de abril comemoramos o dia do livro infantil e o dia do sistema Braile. Abril é também o mês da consciência sobre o autismo. Então, inspirados no tema gentileza das comemorações do Scratch, que está completando 15 anos, pensamos: por que não “literar” refletindo sobre o respeito e o acolhimento às diferenças tendo a oportunidade de conhecer, por meio da literatura e do Scratch, formas criativas e reflexivas para o tema com atividades interessantes como o pensamento computacional, levando aos professores e demais membros do grupo novas possibilidades de ensinar e desenvolver em seus alunos o protagonismo e a interação com a aprendizagem de forma relevante e significativa.
4 Momento:
A professora Sandreliza, então, passou à atividade plugada, apresentando incialmente o Portal do Scratch, os primeiros passos para desenvolver um projeto, iniciando pelo “piso baixo” e mostrando as viabilidades das paredes amplas, até chegar ao teto alto, à proporção que os alunos possam fazer uso dessa ferramenta.
Apresentou-se aos membros a atividade : Anime uma palavra/nome. A palavra do nosso encontro foi INCLUSÃO, bem de acordo com a ocasião, e por ela partilhamos descobertas, dúvidas e várias possibilidades de aprendizagem a serem usadas.

5 Momento: Reflexão
Consideramos nosso encontro de partilha bem rico em conhecimento para o grupo, e acreditamos que essa ferramenta ajudará muito aos professores, seja desplugada ou plugada, a desenvolver atividades mais relevantes e mão na massa com seus alunos.
6 Momento:
Convidamos, então, os membros a participar da Semana do Scratch, realizando projetos em suas escolas, com seus alunos, e a fazerem parte da comunidade, se inscrevendo e compartilhando as atividades realizadas por seus alunos no portal.

4 Likes


O meu projeto foi inspirado no mês de abril, que é mês do livro infantil e mês da conscientização do autismo, junto às ondas de gentileza do Scratch.
A partir da leitura do livro Interagindo com Lucas, da coleção incluir, da autora Sharlene Serra, eu me inspirei na história e tentei fazer uma programação para animar uma palavra de gentileza com os personagens do livro.
De início, preparei meu roteiro no caderno. Depois, imprimi os blocos condicionais que estão disponíveis na atividade da Elaine “Minha História em Blocos” no site aprendizagem criativa.org. Aí, comecei a diversão! Desenhei, pintei, preparei os comandos, fui arrumando no cenário e tirando as fotos com o celular. Depois, usei o app InShot para juntar tudo e dar movimento e som às imagens.
Bom, eu acredito que deva haver falhas na programação que eu fiz. Pode ser que eu tenha esquecido ou deixado inexata. Porém, a atividade é maravilhosa. E para levar a estudantes é oportunizar um mundo de possibilidades: exercitar a criação de histórias, propagar a gentileza, soltar a imaginação para colorir, dar voz a personagens, ensinar, aprender…tudo isso sem necessariamente um “medo de errar”. Afinal, nesse tipo de atividade, o erro é percurso também. Fazer e refazer é a graça da coisa. É libertador! Recomendo fortemente a todos que experimentem fazer essa tentativa desplugada.
Em tempo: reduzi o vídeo e tirei as vozes do diálogo para poder caber aqui. :slight_smile:

5 Likes

Boa tarde




!
Trabalho com uma sala de 5º Ano no período da manhã, sempre estou trabalho com os meus alunos uma maneira diferente deles aprenderem a tabuada brincando.
Essa semana trabalhei com o Bingo de Tabuada confeccionado pelos (alunos), foi muito divertido vê lós criando as cartela de bingo. A cada acerto os alunos ficam muito felizes . VALEU MUITO REALIZAR ESSA ATIVIDADE.

4 Likes