LCL

[Semana 1 Reflexão] Escolha um P!


#61

Oi Monica, bom te ver por aqui.


#62

Pensar brincando, idealmente a partir de Projetos.


#63

Comecemos aqui nosso processo de compartilhamento.

:facepunch:t3:


#64

Adorei a comparação @crisrober_santos…ser sustentável começa no pensamento.
Acredito que a paixão tem o poder de mover as pessoas e disparar outras ações. Neste caso, os outros Ps…a engrenagem central, mas que sem as demais também não tem função. Não dá para viver só de paixão, mas que é o bom começo, sim, nisso eu acredito!


#65

Oi @LilianeBrasil, acho que a paixão e uma veia bastante literária e apaixonada te move hein. Delicia de ler seu comentário. Parabéns.


#66

Me interessei pelo pensar brincando. Tenho um filho de 3 anos e preciso muito ajudar ele a pensar através das brincadeiras…
Creio que dessa forma seja o conjunto da realização do projeto com paixão em pares.
Sei que dessa maneira temosuma alternativa para construir ideias maravilhosas…


#67

Escolher um P, fica difícil, já que tem que escolher um … ficaria com Projetos, pois com o desenvolvimento e aplicação de um projeto podemos aplicar o pensar brincando, a paixão e compartilhar com os pares as nossas ideias.

Abraços,
Cristina


#68

Eu realmente tenho que ir com a Paixão. Tudo se torna fácil, não importa o quão cansativo seja.


#69

PAIXÃO!

Não vejo como um projeto ir para frente sem paixão! Você pode gostar um pouquinho de determinada coisa, ou até fazer algo sem gostar. Mas se você tem paixão pelo que está desenvolvendo, só há ganhos… se ele der tudo certo e você progredir, é ótimo! E se não for não tem problema, pois você estava trabalhando em algo em que realmente acreditava.


#70

Projetos!

Acredito que um bom projeto pressupõe paixão, que nunca é sentida sozinha. E um projeto imbuído de paixão compartilhada, embora passe pelas fases amargas de concepção, sempre carregará consigo um caráter lúdico.Assim, creio que um projeto invejável, no bom sentido, é o resultado desses tópicos e, assim, deve ser o objeto primeiro para se alcançar uma meta.


#71

Olá! Ao ver os vídeos da semana, ler os textos e as opiniões de todos os colegas aqui no fórum percebo o quanto vou aprender e incorporar novas ideias no meu dia a dia na sala de aula. O texto de Seymour me remeteu a infância do meu filho que desde os dois anos ama os trenzinhos. Tudo que se refere a trem ele ama. Faz coleção e tudo mais. Ainda não tem idade de usar o computador e celular sozinho, mas quando tem uma oportunidade de usar não precisamos ensinar… as crianças hoje em dia são assim, a linguagem que elas falam é a tecnológica, já nascem com o dedinho para teclar ou tocar nas telas… como será o futuro para elas, não é mesmo? Concordo com o primeiro texto do Mitchel Resnick que coloca que mesmo não precisando ser um programador, eu tenho que saber programar ou como se faz, onde achar essa informação. E é assim, daqui para frente, a programação fará parte a cada dia mais da nossa rotina, não conseguimos mais nos imaginar sem a internet, que trouxe bastante inclusão. O meu P preferido é o de aprender brincando ( pensar brincando), porque quando entra o lúdico, adultos e crianças, aprendem com mais afetividade, com mais efetividade. Obrigada pela oportunidade! Boa noite a todos!!


#72

Paixão, do latim passion-onis, expressa o sentimento muito forte ligado a pessoa, objeto, tema. Assim, a paixão é uma emoção intensa convicente, um estusiamo, um vívido interesse, admiração por um ideal, causa ou atividade. Então acredito um verdadeiro educador seja um apaixanado pela educação, pelo ensino e principalmente pela aprendizagem, como resultado final de todos os processos subsequentes. A vaidade do professor esta no aprendizado significativo do seu alunado e na atual conjuntura o desafio, esta em como tornar fazer com que o discente aprenda estabelecer relações e assim apropriar-se do conhecimento. Dai, acredito que uma das maneiras de romper com a inércia da passividade do aluno seria o de transforma-los em estudante, então aparece assim a aprendizagem criativa.


#73

Pra mim é a Paixão. Um elemento que engaja e mantém focado quem está envolvido no processo. :wink:


#74

Pensar brincando!

A escolha é difícil :slightly_smiling_face: ! Mas penso que, a partir do pensar brincando, pode surgir a paixão, o envolvimento dos pares, o projecto,…


#75

PENSAR BRINCANDO
Acredito que aprendizagem significativa deveria levar as crianças e os estudantes à um pensamento com qualidade e não simplesmente quantidade. Ao estimular nossas crianças e estudantes deveriam se pensar em uma escola que leva o BRINCAR como construção da aprendizagem. Nestas brincadeiras a criança aprender, explorar, vivência emoções e cabe ao professor indicar a direção, proporcionando o conteúdo formal


#76

São 4P’s fortes e difíceis de decidir qual é o mais importante, pois durante a aprendizagem criativa eles se contrapõe.

Acredito que o PROJETO inicia uma ação, mas motivada principalmente pela PAIXÃO. Algo que desperte interesse por algo e traga satisfação em realizar um PROJETO, terá a oportunidade de realizá-lo de forma colaborativa, uma competência do século 21 muito importante, agregando PARES a uma mesma PAIXÃO.

Atualmente temos diversos PROJETOS, com produtos e serviços inovadores, gerados a partir da criatividade de PARES.

Refletindo intimamente, como nascem as ideias, percebemos que elas partem de intuições espontâneas, divertidas e cativantes. Aprendemos a desenvolver “coisas” e sobretudo aprendemos a PENSAR BRINCANDO, pra que essa “brincadeira” gere PROJETOS, com o DNA da PAIXÃO formada por todos os PARES envolvidos!


#77

Projetos é o elemento dos 4 /ps que mais me chama a atenção, pois ele nos propõe um desafio, algo a ser realizado. Esse desafio precisa ser pensado em possibilidades para ser desenvolvido, pensando nas formas viáveis, ou mesmo executando sem pensar muito e errando, assim tendo que repensar através do erro. Acredito que os 4 Ps acontecem de forma consequente, pois com um Projeto, a paixão precisa estar presente, pensando de forma coletiva soluções mais eficientes e brincando para exercitar o pensamento.


#78

Pra mim, o Play é o que mais me atrai. Penso que os aprendizados feitos com as as mãos, praticando, são efetivos… sinto que as crianças procuram objetos e brincadeiras que gostam, o que aumenta muito o interesse!


#79

PARCERIAS
Partindo do pressuposto de que a criatividade é um processo social nada mais motivador do que divulgar sua paixão por meio de projetos e acima de tudo brincando. Como foi motivador para Masho Ashley compartilhar suas ideias, ela obteve apoio e desenvolveu seu processo de pensamento criativo com a parceria de sua comunidade. Imagino se sua paixão ficasse apenas em desenhos guardados em seu quarto como uma simples brincadeira de criança.


#80

Eu escolho paixão!
Apaixonar-se por um assunto, por uma ideia, por um projeto, por uma causa, por um curso, por um desafio, por um grupo te torna capaz de vencer qualquer dificuldade.
E o que motiva a seguir em frente, a produzir mais sem se preocupar com o tempo ou com a demanda da produção.
É a paixão que faz você participar de projetos, de trabalhar em pares e que te traz a leveza de pensar brincando.
Eu tenho paixão pelo o que faço e isso me move a seguir em frente!